A fazenda Bocaina – vocábulo de origem tupi que significa passagem estreita entre duas serras – fica no município de Formosa/GO, entre a Rampa do Voo Livre e o Itiquira, e tem 597,5 hectares. Trata-se de área preservada há 31 anos pelos proprietários Niraldo Eccard e Leonor Vicentina de Araújo Eccard. Suas principais nascentes são: Fonte Bocaina, principal nascente do Córrego Palmeira e onde está localizada a Casa de Captação da Água Mineral Buriti, que possui uma vazão de mais de 150 mil litros por hora, uma das maiores da região Centro-Oeste; Reis Magos; Abismo; Grota da Bocaina; Evaristo; Caititu; Água Doce, entre outras. Todas as nascentes são formadoras do Córrrego Palmeira, afluente do Rio Paranã, principal formador do Rio Tocantins.

Uma curiosidade: a população de Formosa e região utilizou por mais de um século a estrada cavaleira que passa no interior da Fazenda Bocaina para ir à Festa do Muquém, que se realiza no município de Niquelândia há mais de duzentos anos. Parte dessa estrada cavaleira está entre as trilhas do EcoBocaina.

O combate ao fogo e o cuidado dos proprietários no dia a dia na conservação da área tem ajudado em muito a fauna e a preservação do cerrado e das matas de galeria, bastante exuberantes.

Nesse contexto é que no dia 03/09/2016 foi inaugurado o EcoBocaina, após meses de trabalho árduo para formatar as trilhas. O empreendimento, voltado para a prática do ecoturismo e do turismo de aventura, já é um sucesso e apontado como referência na região.

Tem como objetivos principais a preservação do meio ambiente e a segurança do visitante. Várias são as ações nesse sentido: trilhas sinalizadas e cada uma com uma cor diferente; parapeitos e cordas; reaproveitamento da madeira de árvores caídas como degraus para facilitar o deslocamento e evitar erosão; comunicação via rádio; prancha de resgate; árvores identificadas, animais monitorados, contratação de seguro de vida etc.

O EcoBocaina possui várias trilhas, nas quais se passa por mirantes espetaculares, com vista para o Vale do Paranã, paredões altíssimos, poços e cachoeiras de água mineral. Conta também com atividades extras, como cachoeirismo (rapel na cachoeira), corrida em trilha e voo duplo de parapente.

A fauna e flora do local chamam a atenção pela sua biodiversidade. São mais de 50 árvores identificadas com nome popular e científico, pássaros belíssimos e animais silvestres monitorados com câmeras noturnas, em parceira com as equipes Savana Brasileira e Brasília é o Bicho. Verdadeiro refúgio de espécies em extinção.

Outro grande parceiro do EcoBocaina na busca pela preservação do meio ambiente é o IFG (Instituto Federal de Goiás). Por meio dessa parceria, o Instituto realizará atividades extracurriculares na área da fazenda. Alunos da rede pública municipal, estadual e federal farão visitas periódicas ao EcoBocaina e contribuirão com idéias e ações concretas para conservar esse santuário ecológico.

Em uma das ações da parceria com o IFG, foram avistadas e fotografadas mais de 35 espécies de aves, isso apenas em um levantamento preliminar.

Já o grupo de biólogos da Savana Brasileira constatou a alta biodiversidade da área em apenas 2 meses de pesquisa. Com câmera trap e apenas duas máquinas instaladas, registrou-se dez espécies de mamíferos, incluindo pequenos, médios e de grande porte. O local virou uma ilha de refúgio da fauna silvestre do cerrado e um possível corredor ecológico de fundamental importância para os animais.

A atividade turística praticada no EcoBocaina tem em sua base o cuidado em manter a área sempre limpa para não prejudicar a biodiversidade local e o turismo ecológico pedagógico é uma prova que animais e seres humanos podem sim viver em harmonia, importante até mesmo para conscientizar as pessoas de que o cerrado está se esgotando e precisa ser preservado.

Fuja da rotina! Venha conhecer o EcoBocaina! Rodovia GO 118 (atual BR 010), km 25, entrada da rampa do voo livre, antes de São Gabriel, sentido Chapada dos Veadeiros

Siga-nos!

Fique por dentro de novidades e promoções através das redes sociais.